sábado, 7 de junho de 2008

Bossa Nova?

Ontem a Folha noticiou que Caetano Veloso e Roberto Carlos subirão ao palco juntos para homenagearem o Maestro Tom Jobim. O show, naturalmente, faz parte das comemorações dos 50 anos da Bossa Nova.

O que Roberto Carlos tem a ver com a Bossa Nova? Nada. Absolutamente nada. Até mesmo a matéria diz que é surpreendente que tenha aceitado o convite "porque ele rompeu com a bossa nova de seu início de carreira após ter sido criticado à época".

Chamar Roberto Carlos para as comemorações da Bossa Nova é o mesmo que convidar Chitãozinho e Xororó para comemorarem a Tropicália. Ou então, convidar Roberto Campos para homenagear as manifestações de Maio de 68. Quem sabe Xuxa na abertura da próxima edição da Flip?

São combinações descabidas... Um despautério!

O fato de Roberto Carlos - cuja obra não conheço - não ter vínculos pretéritos com a Bossa Nova não significa que não possa participar de suas comemorações, em absoluto. É que não consigo imaginá-lo cantando qualquer composição do movimento... Soa estranho, desencontrado...

E não venham me falar que isso é birra minha!

O problema é estético!

Por que não chamaram o Chico, parceiro e amigo íntimo do Maestro? Por que não chamaram o Edu? Por que não chamaram a velha guarda da Bossa Nova?

Cadê o Carlinhos Lyra?

Onde se enfiou João Gilberto?

Arre! Acho que estou azedo!

Por ora é só...


Um comentário:

Marocas disse...

Caríssimo adorei este post, ri como a muito não fazia, suas comparações são ótimas.
Olha meu caro, há mais mistérios entre a coerência e o oportunismo do que sonha nossa vã filosofia de botiquim...
Grande abraço!